4 de dezembro de 2014

Soneto: Sonho Andino.





Sonho Andino.  





Quando te vi já te conhecia

Meus olhos te reconheceram

No templo te escondias

Já sem esperança, destes pés que te encontrariam



Enfrentei o frio dos Andes

E a fúria do puma

Não sem antes

Acreditar que de força dispunha



Descobri enfim, um tesouro andino

Guardado para mim e protegido pelos deuses

Para ser parte de minha fortuna



O sol se aproximou da Terra depois de meses

Trazendo calor e alegria oportuna

E os filhos do Sol se alegraram, diante de lindo destino.

(M.C.Jachnkee)

Um comentário:

  1. Olá Marli,

    Muito bonito esse soneto.....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita e por seu comentário!

Beijinhos!

© M.C. JACHNKEE. Powered by Blogger :: Voltar ao topo imagem-logo